Descubra como novos estudos estão acelerando ainda mais a precocidade de novilhas Nelore
Pesquisadores estão estudando formas de acelerar a maturidade sexual de novilhas da raça Nelore visando encurtar o tempo de parição, saiba como.
Descubra como novos estudos estão acelerando ainda mais a precocidade de novilhas Nelore

Você gostaria que suas novilhas se empenhassem mais rápido e começassem a parir antes da média da raça? Essa pergunta nem precisa ser respondida. É óbvio que é desejo de todo produtor que suas nulíparas comecem a vida reprodutiva mais cedo para que possam começar a gerar bezerros o mais rápido possível, aumentando assim, a lucratividade do rebanho. E é pensando nisso que pesquisadores estão estudando formas de acelerar a maturidade sexual de novilhas para diminuir o tempo da sua primeira parição.

O estudo realizado em 528 novilhas da raça Nelore, divididas em 4 grupos, teve como objetivo melhorar a eficiência reprodutiva de novilhas Nelore pré-púberes, ou seja, que ainda estavam em fase de maturação sexual. Para isso, o estudo avaliou o uso de protocolo de indução de ciclicidade (indução do ciclo reprodutivo) com a utilização de tratamento único com progesterona injetável. Após o tratamento, as novilhas seriam submetidas a um protocolo de IATF (Inseminação artificial em tempo fixo) para induzir à prenhez.

As 528 novilhas nelore foram então divididas em 4 grupos. Um grupo chamado de controle, de 138 fêmeas que não receberam tratamento algum. Um segundo grupo chamado de “Grupo Dispositivo” com 134 animais que receberam por 12 dias um dispositivo intravaginal de progesterona de 1g reutilizado (dispositivo utilizado previamente por 24 dias) e tratamento com 1mg (injetado via intramuscular) de cipionato de estradiol (CE) na retirada do dispositivo. Um outro grupo, com 126 novilhas, chamado de “Grupo iP4+CE”, no qual elas receberam tratamento com 150mg de progesterona de longa ação via intramuscular no dia 0 do estudo e 1mg também por via intramuscular de CE no dia 12. E um último grupo, composto por 130 fêmeas, que receberam apenas o tratamento com 150 mg de progesterona (iP4) injetada via intramuscular. Em todos os grupos, o protocolo de IATF foi iniciado 24 dias após o início do protocolo de indução de ciclicidade.

O resultado dos experimentos foi muito animador; O estudo mostrou que a taxa de ciclicidade no dia 24 foi maior nas novilhas tratadas para indução de ciclicidade ou seja, aquelas que fizeram uso de algum tratamento (grupos “dispositivo”, iP4+CE” e “somente iP4) quando comparadas ao “grupo controle” que não fez nenhum tipo de tratamento. Outro dado mostrado pelos estudos foi que a taxa de ciclicidade também foi maior nas novilhas mais pesadas e, além disso, a taxa de prenhez também foi maior para as novilhas que foram tratadas.

O trabalho dos pesquisadores não encontrou diferença significativa entre os tratamentos, seja com a utilização de dispositivo de progesterona e aplicação de cipionato de estradiol (CE), aplicação da progesterona junto a aplicação de CE ou até mesmo a aplicação somente da progesterona. Portanto, todos os tratamentos avaliados se mostraram igualmente eficazes no aumento da taxa de ciclicidade em novilhas Nelore. É a ciência trazendo para a pecuária soluções que facilitam o dia-a-dia do produtor, já que o tratamento com apenas uma dose de progesterona diminui o tempo de manejo com as novilhas assim como o número de dias empenhados nesse manejo reprodutivo.

Sabe quem também facilita a vida do produtor rural para que ele possa aproveitá-la? Isso mesmo... A erural! Aqui você encontra a maior agenda de leilões da pecuária nacional, as principais ofertas de touros e matrizes registrados do país, os melhores animais de reposição para o seu projeto, e claro, os conteúdos que vão te manter sempre atualizado e por dentro de como melhorar a lucratividade do seu plantel. E o melhor, tudo isso em um único lugar. Clique aqui e fique por dentro dos principais eventos que estão acontecendo no mundo do agronegócio ou clique aqui para ver as principais ofertas de animais de reposição do estado da Bahia.



Fonte:


“EFICIÊNCIA DO PROTOCOLO DE INDUÇÃO DE CICLICIDADE COM MANEJO ÚNICO UTILIZANDO PROGESTERONA INJETÁVEL DE LONGA AÇÃO EM NOVILHAS NELORE”


Autores: Denis Fernando Cirino de Souza, Bruno Gonzalez de Freitas, Rafael Canela de Camargo, Rafael Anjos, Bruna Martins Guerreiro, Michele Ricieri Bastos, Rodolfo Daniel Mingoti, Laísa Garcia da Silva, Bruna Lima Chechin Catussi e Augusto Rodrigues Felisbino Neto.